Dirigindo a Figuração no Set 

por Hsu Chien

Desde o início da história do cinema, a figuração tem sido um elemento indispensável para a realização de filmes.
A figuração é o conjunto de pessoas que aparecem em cena, mas não têm diálogos. São as pessoas que fazem parte do cenário, dando vida às ruas, bares, restaurantes e outros ambientes.

A figuração é um trabalho importante e exige profissionais qualificados.
Dirigir a figuração no set de filmagem é uma tarefa complexa, que envolve organização, criatividade e muita paciência.

Neste curso, vamos abordar algumas dicas para quem deseja se aprimorar como Assistente de Direção.

Conteúdo do Curso

 DIRINGINDO A FIGURAÇÃO NO SETHsu Chienh
    
dia 1Teoria 4
    
dia 2Teoria 4
    
dia 3Prática de cenas com figurantes e abertura de câmera e monitoração HD 8
    
  horas do curso16

FORMATO

Híbrido Intensivo – 16h

HORÁRIO

Quinta das 14:00 às 18:00
Online ao Vivo

Sábado das 14:00 às 18:00
Presencial

Domingo das 9:00 às 18:00
Presencial

INÍCIO — NOVA DATA ! 

Quinta, 1 de Dezembro 2022 

INVESTIMENTO

De R$ 1.280,00 por R$ 1.088,00 até 1 de Dezembro ou em 6x sem juros ou em mais parcelas conforme seu cartão de crédito

*descontos fixos não cumulativos

 
 o

CERTIFICADO

Hsu Chien

Diretor Cinematográfico

Nascido em Taiwan, em 1967, vive no Brasil, no Rio de Janeiro, desde 1970. Se formou em Cinema pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Começou como Assistente de Direção em 1996 e, desde então, trabalhou em mais de 70 longas-metragens como Assistente de Cineastas de sucesso, entre eles: Daniel Filho, Tizuka Yamasaki, Murilo Salles, Rosane Svarztman e Roberto Santucci.

Hsu Chien dirigiu mais de 8 curtas-metragens, recebendo mais de 20 prêmios em Festivais brasileiros e internacionais. Entre os prêmios, destaque para Melhor curta de ficção em 2015 por “Flerte”, no Grande Prêmio da Academia de Cinema Brasileiro, e melhor curta no LABRF 2015.

Em 2014, foi convidado para dirigir uma série no Multishow, “Por isso eu sou Vingativa”. No mesmo ano, foi convidado por Miguel Falabella e a diretora geral Cininha de Paula para dirigir, na Rede Globo, dois seriados: “Sexo e as Negas” e “Pé na Cova”.

Em 2017, dirigiu seu primeiro longa-metragem: “Ninguém entra Ninguém Sai”, baseado em conto de Luis Fernando Veríssimo e distribuído pela Imagem Filmes.

Em 2019, dirigiu seu segundo longa-metragem, “Quem vai ficar com Mário?”, com distribuição da Paris Filmes e Warner.