Dirigindo o Filme Documentário

por José Mariani

O filme documentário é um processo de registro de eventos do mundo histórico. O Cineasta se aproxima do outro, da experiência do outro e aprende com ela. Esta dinâmica de filmagem desloca o diretor da sua área de conforto ao trazer um desafio, um desafio a resolver, este desafio é um processo de pensamento, como resolver este filme, qual caminho que devo escolher. Como compartilhar esta experiência numa narrativa cinematográfica.

O objetivo do curso é possibilitar o aprendizado das funções da direção de cinema documentário, abordando as questões fundamentais: a autoria, o estilo, o dispositivo de filmagem, tema e a narrativa.

As Aulas Online serão gravadas e postas à disposição por 48 horas para quem perdê-las.

Conteúdo do Curso

 DIRIGINDO  O FILME DOCUMENTÁRIOJosé Marianih
   
1As características do Cinema Documentário. 2
   
2Análise de filmes documentários observando as conexões da narrativa com o dispositivo de filmagem 2
   
3O personagem no filme documentário. 2
   
4A elaboração do argumento e roteiro do filme documentário 2
   
5Pesquisas de conteúdo, linguagem e campo para desenvolvimento de argumento e roteiro de filmagem 2
   
6Edição: o roteiro de filmagem e o material filmado 2
   
 horas do curso12

FORMATO

12h – 6 sessões de 2 horas

HORÁRIO

 Terças e Quintas das-18:00 às 20:00

INÍCIO

Terça, 18 de Outubro de 2022

INVESTIMENTO

À vista:  R$ 600,00 ou 3 x R$ 200,00 sem juros ou em mais parcelas conforme seu cartão de crédito 

MATRÍCULAS

CERTIFICADO

José Mariani

Diretor Cinematográfico

Possui doutorado em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2018) e mestrado em Cinema – University of California, Los Angeles (1985).

Como cineasta, realizou diversos filmes documentários, dentre outros:  LIVRE PENSAR, UM SONHO INTENSO, O LONGO AMANHECER e CIENTISTAS BRASILEIROS – César Lattes e José Leite Lopes.

Foi professor do curso de Cinema da PUC-Rio (2000 – 2020).

Premiações: Prêmio Margarida de Prata, CNBB 2006, e menção honrosa no Festival É Tudo Verdade, 2007, com o filme O LONGO AMANHECER. Premiado no Festival Internacional de Mannhein 85, com menção especial do Júri Oficial, com o filme ESTÓRIAS DA ROCINHA. Premiado no Festival CINECIEN ‘ 06 – Festival de Cinema e Vídeo Científico do Mercosul. Menção honrosa com o filme CIENTISTAS BRASILEIROS – César Lattes e José Leite Lopes. Premiado no II Rio Cine Festival, 1986, por melhor direção, melhor montagem e prêmio CINEDUC, com o filme Estórias da Rocinha.