Começando a Filmar

por Guy Gonçalves, ABC

Esse curso foi desenhado para aqueles que desejam começar a fotografar para o audiovisual.

Dado de forma Presencial e Prática, ministrado por Diretor de Fotografia e Instrutor experiente, cobrindo: 

– Conhecimento da Câmera Digital e sua Formatação

– Lente, Foco, Profundidade do Foco

– Movimentos de Câmera (no tripé e câmera na mão)

– Iluminação Básica e Exposição Cinematográfica

– Armazenamento do material filmado no HD externo

– Princípios de Correção de Cor em programa gratuito de computador  – DaVinci Resolve

– Recomendações sobre o início de uma carreira profissional

Conteúdo do Curso

 COMEÇANDO A FILMAR
 h
Dia 1Aprendizado do Olhar 4
 Ferramentas da Direção de Fotografia  
 Princípios da Iluminação  
 Estilos de Luz  
   
Dia 2Princípios da Exposição 4
 Variáveis da Exposição  
 Instrumentos de Medição de Luz  
   
Dia 3Composição 4
 Lentes e suas características – Profundidade de Campo  
   
Dia 4Movimentos de Câmera 4
 Teoria da Cor, técnica  
 Linguagem da Cor  
 horas do curso16

FORMATO

Intensivo Presencial – 24h – 3 sessões de 8 horas

HORÁRIO

 Sexta, Sábado e Domingo
das 9:00 às 18:00

INÍCIO

Sexta, 12 de Agosto de 2022

INVESTIMENTO

À vista:  R$ 960,00 ou 6 x R$ 160,00 sem juros ou em mais parcelas conforme seu cartão de crédito 

MATRÍCULAS

CERTIFICADO

Guy Gonçalves, ABC

Diretor de Fotografia, Diretor

Diretor de fotografia, carioca, nascido em 1955, estudou (1977) na New England School of Photography em Boston – EUA.

  • Começou a trabalhar em curtas-metragens como:
  •  COM O ANDAR DE ROBERT TAYLOR (1988), de Marco Antônio Simas, premiado no Rio Cine Festival
  •  CHUVAS E TROVOADAS , de Flávia Alfinito, premio Kikito melhor Fotografia no Festival de Gramado (1995).
  •  Em seguida, passou à direção de fotografia em longas como:
  • FOR ALL (1998), de Luiz Carlos Lacerda e Buza Ferraz –
  •  CAPITÃES DE AREIA (2011), de Cecília Amado ; assinando co-direção e direção de fotografia & câmera – Longa metragem baseado em romance de Jorge Amado
  •  QUASE NADA (2000), de Sérgio Rezende
  •  ONDE ANDA VOCÊ (2003) de Sérgio Rezende
  • JUÍZO (2007), de Maria Augusta Ramos – documentário
  • CONDOR (2005), de Roberto Mader , documentário
  • UM SONHO INTENSO, de José Mariani, documentário
  • MORRO DOS PRAZERES (2013), de Maria Ramos. 
  • Prêmio melhor Fotografia de Documentário Festival de Brasília
  • MINHA FAMA DE MAU de Lui Farias – baseado na biografia de Erasmo Carlos

https://www.imdb.com/name/nm0003984/

Realizou diversos filmes: longas de ficção, documentários, comerciais e vídeo-clipes, desde 1988, como diretor de fotografia.

Lecionou na AIC (Academia Internacional de Cinema – RJ) de 2016 a 2019